Ontem, 07-01-2012 acordei com vontade de mudança. Olhei para os cantos e o que eu vi foi meu pc pessoal.

A dias eu já estava querendo instalar o Linux em meu PC, eu até tinha ele, com o virtual box. Mas achava aquilo incompleto, sei lá. Eu queria ligar o PC e de cara ver logo o Linux, porém uso alguns programas que não roda no Linux, como o adobe photoshop e o adobe dreamweawer. Então liguei o PC e comecei a pesquisar sobre o Linux.

Achei alguns posts ensinando a iniciar o Linux por um pendrive. Não hesitei, peguei meu pendrive e fui a luta. Quando ele estava iniciando, vi a possibilidade de instalar ele junto com o windows, o chamado “dual boot”, não tive medo, e mandei ver, sem ao menos fazer um backup dos meus dados.

O resultado? Deu tudo certo!

Estou feliz e utilizando os dois sistemas operacionais. Pretendo ligar o PC com o windows somente quando estiver algo nos programas citados acima para fazer.

E quer saber minha opinião? O Linux não é um bicho de sete cabeças como todo mundo fala não. Eu sempre ouviu muitos falar mal dele, mas nunca corri atrás, para saber se aquilo é verdade ou não, e assim fui formando uma imagem do Linux, uma “imagem” que eu não queria usar!

Foi assim até eu conhecer Thiago Jack, um amigo que me fez abrir os olhos para as facilidades, necessidades e melhorias de se ter um Linux, e daí começou a surgir a vontade de usar lo, e aqui está ele.

Ao decorrer dos dias irei criar outros posts falando das facilidades e dificuldades que estou tendo com o Linux, espero contar mais facilidades.

Logo surgirá outra postagem falando mais detalhes da convivência com o Linux, para a alegria de Jack, HAHA.